conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Jogos

Wolfenstein: The New Order – Uma luta para impedir que os nazistas controlem o mundo | Review

Wolfenstein: The New Order é um jogo altamente divertido e com uma visão diferente do contexto histórico.

Wolfenstein: The New Order
Imagem: Divulgação/Bethesda Softworks

Wolfenstein: The New Order é um jogo de ação em primeira pessoa desenvolvido pela MachineGames e publicado pela Bethesda Softworks. O jogo lançado em 20 de maio de 2014 para PC, PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360 e Xbox One é o sétimo título principal da série Wolfenstein e uma sequência de Wolfenstein de 2009, se passando na Europa durante a década de 1960 em uma história que conta a Alemanha Nazista vencedora da Segunda Guerra Mundial. A narrativa segue o soldado norte-americano B.J. Blazkowicz e seus esforços para impedir que os nazistas controlem o mundo.

Wolfenstein: The New Order

Imagem: Divulgação/Bethesda Softworks

A trama do jogo começa nos mostrando uma Alemanha Nazista empregando tecnologias avançadas para poder derrotar os Aliados na Segunda Guerra Mundial. Em julho de 1946, o soldado norte-americano capitão B.J. Blazkowicz, acompanhado do piloto britânico Fergus Reid e do soldado raso norte-americano Probst Wyatt III, participa de um enorme ataque contra uma fortaleza e centro de pesquisa de armas administrada pelo general alemão Wilhelm “Deathshead” Strasse. Os três são capturados e levados para um laboratório de experimentação humana, onde Deathshead força Blazkowicz a escolher qual de seus dois companheiros será morto, em seguida jogando-o com o sobrevivente em um incinerador para morrerem. Eles conseguem escapar, porém Blazkowicz sofre um ferimento na cabeça e entra em coma. Ele é levado para um asilo psiquiátrico na Polônia e permanece em estado vegetativo por catorze anos, sendo cuidado pela enfermeira Anya Oliwa e seus pais. Blazkowicz, incapaz de acordar, assiste enquanto os pais de Anya são regularmente forçados a entregar pacientes para as autoridades nazistas, que os consideram untermensch (pessoas inferiores) por suas deficiências mentais.

Leia também: Battlefield 1 – Um modo campanha abaixo do esperado | Análise

Wolfenstein: The New Order

Imagem: Divulgação/Bethesda Softworks

Wolfenstein: The New Order começa com um ambiente frenético, muita ação tanto em gameplay quanto nas cutscenes. Prepare-se para enfrentar uma infantaria de cães robóticos e armas altamente tecnológicas para a época. A jogabilidade é simples com nenhuma dificuldade, o gráfico é bem simples, porém o mais avançado da época do lançamento do jogo e nem por isso deixa a desejar. Por conta do contexto histórico do jogo muitos podem acreditar que é mais um jogo ambientado na segunda guerra mundial como qualquer outro, mas não é. A ambientação desse jogo é incrível e diferente de muitos jogos com a mesma temática, as missões são diversas e sem repetições do ambiente, o clima é de suspense em muitos momentos do jogo, nada de conflito o tempo inteiro. No decorrer do enredo você adquire colecionáveis que podem ser vistos no menu do jogo junto com uma aba fixa de tutoriais que podem auxiliar o jogador no decorrer do jogo inteiro.

Wolfenstein: The New Order conta com um problema sério na inteligência artificial e na coleta de objetos em cena, muitas vezes é quase impossível visualizar qual objeto pode ser coletado ou não e por isso sempre ande olhando ao seu redor com muita atenção. O jogo está totalmente em inglês, pode ser ruim para muitos e uma oportunidade para quem deseja treinar o seu inglês.

Wolfenstein: The New Order é um jogo altamente divertido e com uma visão diferente do contexto histórico.

Nota
  • História
  • Gráfico
  • Jogabilidade
  • Trilha Sonora
  • Efeitos Sonoros
  • Inteligência Artificial
3.5

Conclusão

Wolfenstein: The New Order é um jogo altamente divertido e com uma visão diferente do contexto histórico.

Nota
  • História
  • Gráfico
  • Jogabilidade
  • Trilha Sonora
  • Efeitos Sonoros
  • Inteligência Artificial
3.5

Conclusão

Wolfenstein: The New Order é um jogo altamente divertido e com uma visão diferente do contexto histórico.

Gostou da análise? Deixe o seu comentário e me siga nas redes sociais!

Escrito por

Olá, eu sou o Matheus. Atualmente estou graduando em Publicidade e Propaganda, atuando como CEO e Diretor de Criação na Araujo Media, Gerente Comercial da TFX LATAM e sou o Idealizador do portal Brazilian History.

Comentários
Espaço Publicitário
Espaço Publicitário

Você também pode gostar desses artigos

Resident Evil 3 Remake - Muito bom, mas poderia ser melhor | ReviewResident Evil 3 Remake - Muito bom, mas poderia ser melhor | Review

Jogos

Resident Evil 3 Remake oferece uma jornada emocionante e cheia de sustos!

Resident Evil 2 Remake - Uma atmosfera brilhante ReviewResident Evil 2 Remake - Uma atmosfera brilhante Review

Jogos

Confira a minha review de Resident Evil 2 Remake!

GTA Vice City: The Definitive Edition - O jogo continua quase perfeito | ReviewGTA Vice City: The Definitive Edition - O jogo continua quase perfeito | Review

Jogos

Confira o meu review de GTA Vice City: The Definitive Edition!

GTA III: The Definitive Edition - Melhoria gráfica, mas o jogo envelheceu mal | ReviewGTA III: The Definitive Edition - Melhoria gráfica, mas o jogo envelheceu mal | Review

Jogos

Confira a minha review de GTA III: The Definitive Edition!