conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Jogos

Warhammer: Chaosbane – Combatendo o Caos com emocionantes batalhas | Review

Em um mundo devastado pela guerra e dominado pela magia, você é a última esperança do Império dos Homens contra as hordas do Caos.

Warhammer: Chaosbane 
Imagem: Divulgação/Bigben Interactive

Em um cenário arrasado pela guerra e impregnado de magia, você representa a última chance do Império dos Homens contra as inúmeras hordas do Caos. “Warhammer: Chaosbane” é um RPG de ação ambientado no rico universo de fantasia de Warhammer. Criado pela Eko Software e disponível para PC, Xbox One e PlayStation 4, este título pode ser equiparado à aclamada franquia Diablo.

Warhammer: Chaosbane 

Imagem: Divulgação/Bigben Interactive

Chaosbane inicia com Asvar Kul buscando garantir a vitória para os habitantes do norte. No entanto, uma nova ameaça liderada por Harbinger surge, causando sérios ferimentos no herói. Como resultado, o Império perde seu líder. Os candidatos a assumir esse papel são Konrad Vollen, um guerreiro característico; Elontir, um feiticeiro; Bragi, um anão típico; e Elessa, uma elfa com grande destreza no uso de arco e flecha. Cada um desses heróis é impulsionado por suas próprias motivações, que são explicadas em suas introduções. Depois disso, a narrativa segue um curso semelhante para todos os quatro personagens.

Warhammer: Chaosbane 

Imagem: Divulgação/Bigben Interactive

Como é de se esperar em um RPG, o centro das atenções recai sobre o sistema de combate. Nesse aspecto, confesso que fiquei impressionado com a qualidade que o jogo apresenta em seu sistema de batalha, que é imediato, dinâmico e gratificante. No jogo, os inimigos perseguem você e há uma variedade considerável de tipos, sendo eles resistentes e ágeis. Entretanto, seria benéfico se eles tivessem uma gama mais diversificada de ataques, pois rapidamente podemos discernir seus padrões, que muitas vezes são básicos em cada categoria de inimigo. À medida que avançamos no jogo, fica evidente que alguns golpes funcionam melhor contra cada tipo de inimigo, portanto, é essencial experimentar todas as opções de ataque para determinar a melhor estratégia a adotar.

Leia também: L.A. Noire – Interessante, mas é maçante | Review

O jogo oferece diversas alternativas para confrontar seus adversários, e à medida que você progride, adquire mais habilidades, permitindo aprimorar o seu personagem para prosseguir na jornada.

O saque (ou “loot”) é outro elemento crucial da jogabilidade neste jogo. Cada vez que você derrota inimigos, eles deixam para trás objetos que geralmente são superiores aos que você está utilizando, o que é uma vantagem significativa. Além disso, o saque é especificamente destinado a cada uma das classes de personagens, o que significa que um guerreiro só encontrará equipamentos adequados ao seu próprio estilo e nível de experiência. Lembre-se também de que é possível coletar objetos em baús encontrados ao longo do mapa em todas as missões.

Warhammer: Chaosbane 

Imagem: Divulgação/Bigben Interactive

Warhammer: Chaosbane é um jogo que, com o passar do tempo, torna-se excessivamente repetitivo, e suas missões acabam se tornando monótonas. Embora possa ser empolgante ter um caos intenso na tela e derrotar inúmeros inimigos, chega um momento em que a experiência se torna cansativa, especialmente considerando que o jogo é longo e exige um grande investimento de tempo.

A qualidade do sistema de iluminação e dos gráficos do jogo é notável, os cenários são bem elaborados e apresentam uma grande diversidade. É evidente que os desenvolvedores dedicaram um cuidado excepcional para alcançar esse alto padrão gráfico. Embora os jogos desse gênero possam não proporcionar uma imersão tão profunda quanto outros títulos da indústria, a qualidade das texturas em Warhammer: Chaosbane contribui para uma sensação de realismo ainda mais acentuada.

Warhammer: Chaosbane 

Imagem: Divulgação/Bigben Interactive

E não posso deixar de mencionar a trilha sonora incrível presente neste jogo. A música principal evoca lembranças dos primeiros jogos da franquia “God of War” – é envolvente, épica, e até mesmo difícil de descrever. Além disso, os efeitos sonoros durante os combates, nos cenários e em todos os aspectos do jogo são sempre bem ajustados, contribuindo significativamente para a imersão do jogador na experiência de jogo.

Warhammer: Chaosbane é um excelente RPG de ação com uma ênfase notável no sistema de combate de alta qualidade, apresentando também um sólido sistema de iluminação. No entanto, ele deixa a desejar em termos de variedade, tornando-se um jogo notavelmente repetitivo.

Analisado no PlayStation 4

Gostou da análise? Deixe o seu comentário e me siga nas redes sociais!

Nota
  • História
  • Gráfico
  • Jogabilidade
  • Trilha Sonora
  • Efeitos Sonoros
  • Inteligência Artificial
3.5

Conclusão

“Warhammer: Chaosbane” é um ótimo jogo de RPG de ação com foco total ao sistema de combate de ótima qualidade, um bom sistema de iluminação e deixa a desejar sendo um game muito repetitivo.

Nota
  • História
  • Gráfico
  • Jogabilidade
  • Trilha Sonora
  • Efeitos Sonoros
  • Inteligência Artificial
3.5

Conclusão

“Warhammer: Chaosbane” é um ótimo jogo de RPG de ação com foco total ao sistema de combate de ótima qualidade, um bom sistema de iluminação e deixa a desejar sendo um game muito repetitivo.

Escrito por

Olá, eu sou o Matheus. Atualmente estou graduando em Publicidade e Propaganda, atuando como CEO e Diretor de Criação na Araujo Media, Gerente Comercial da TFX LATAM e sou o Idealizador do portal Brazilian History.

Comentários
Espaço Publicitário
Espaço Publicitário

Você também pode gostar desses artigos

Resident Evil 3 Remake - Muito bom, mas poderia ser melhor | ReviewResident Evil 3 Remake - Muito bom, mas poderia ser melhor | Review

Jogos

Resident Evil 3 Remake oferece uma jornada emocionante e cheia de sustos!

Resident Evil 2 Remake - Uma atmosfera brilhante ReviewResident Evil 2 Remake - Uma atmosfera brilhante Review

Jogos

Confira a minha review de Resident Evil 2 Remake!

GTA Vice City: The Definitive Edition - O jogo continua quase perfeito | ReviewGTA Vice City: The Definitive Edition - O jogo continua quase perfeito | Review

Jogos

Confira o meu review de GTA Vice City: The Definitive Edition!

GTA III: The Definitive Edition - Melhoria gráfica, mas o jogo envelheceu mal | ReviewGTA III: The Definitive Edition - Melhoria gráfica, mas o jogo envelheceu mal | Review

Jogos

Confira a minha review de GTA III: The Definitive Edition!