conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Livros

As Crônicas de Nárnia: A Cadeira de Prata – Uma história sem batalha | Resenha

A Cadeira de Prata não é o meu livro favorito de Nárnia por conta de sua narrativa mais lenta.

As Crônicas de Nárnia A Cadeira de Prata – Uma história sem batalha Resenha
Imagem: Matheus Araújo, 2023

As Crônicas de Nárnia: A Cadeira de Prata é o quarto livro da renomada série escrita por C.S. Lewis. Nesta emocionante aventura, os leitores são levados de volta ao mágico mundo de Nárnia, onde uma nova história repleta de mistérios e desafios aguarda. O livro segue a jornada de Eustáquio e sua amiga Giu, que são convocados para Nárnia para cumprir uma importante missão: encontrar o príncipe desaparecido Rilian, herdeiro do trono de Nárnia.

Com a ajuda do leão Aslan, os jovens heróis embarcam em uma perigosa busca que os levará através de terras encantadas e enfrentarão criaturas mágicas. A Cadeira de Prata é uma história cativante que explora temas de coragem, lealdade e autoconhecimento. C.S. Lewis mais uma vez encanta os leitores com sua narrativa envolvente e habilmente tecida, transportando-os para o fascinante reino de Nárnia, onde aventuras extraordinárias aguardam a cada página.

As Crônicas de Nárnia A Cadeira de Prata – Uma história sem batalha Resenha

Imagem: Matheus Araújo, 2023

Realizei a leitura de As Crônicas de Nárnia: A Cadeira de Prata na edição luxuosa da HarperCollins Brasil que conta com detalhes fascinantes como suas ilustrações remasterizadas e coloridas da ilustradora original, a Pauline Baynes, uma capa dura com toque aveludado, páginas com pintura na borda e uma nova tradução feita por Ronald Kyrmse.

As ilustrações são algo bem presente no livro, em todos os capítulos, e isso enriquece a história e causa uma maior imersão na história. Acredito que o único erro desse edição luxuosa é que a lombada de pintura dourada com pouco tempo de uso já se desgastou, pelo visto não fui o único pois visualizei alguns comentários de usuários relatando o mesmo acontecimento.

As Crônicas de Nárnia: A Cadeira de Prata é uma obra que, embora continue explorarando o mundo de Nárnia, apresenta características que a distinguem das demais na série. Embora repleto de aspectos cativantes, o livro também traz desafios e aspectos que podem decepcionar alguns leitores.

Leia também: As Crônicas de Nárnia: A Viagem do Peregrino da Alvorada – Uma história de transformação | Resenha

A missão confiada aos protagonistas, a busca pelo herdeiro do Rei Caspian X, inicialmente parece uma tarefa simples, mas rapidamente se transforma em uma aventura épica que demonstra a magnitude do enredo. Ao longo da jornada, é notável a exploração da tentação e como ela pode afetar os personagens, acrescentando profundidade emocional à narrativa.

O livro introduz novas espécies e civilizações de Nárnia, adicionando camadas fascinantes ao mundo já estabelecido, embora algumas delas sejam apenas mencionadas e não desenvolvidas em detalhes. No entanto, a introdução da história e a entrada dos personagens em Nárnia não são tão emocionantes como em outros livros da série, o que pode deixar o leitor menos envolvido com os personagens.

As Crônicas de Nárnia A Cadeira de Prata – Uma história sem batalha Resenha

Imagem: Matheus Araújo, 2023

Uma característica marcante de A Cadeira de Prata é a ênfase na narração em detrimento das falas dos personagens, o que pode exigir que o leitor se esforce mais na imaginação dos acontecimentos. Isso pode proporcionar uma experiência mais introspectiva, mas também pode resultar em uma conexão menos forte com os personagens.

O livro é notavelmente carente de ação inimiga em seus primeiros capítulos, concentrando-se mais na exploração do mundo de Nárnia e na construção da história. Alguns leitores podem sentir falta de reviravoltas emocionantes ou inimigos aterrorizantes para os personagens enfrentarem.

A Cadeira de Prata conta com uma narrativa mais lenta, com os personagens parecendo estar em constante estagnação. A falta de emoção nos acontecimentos pode decepcionar aqueles que esperam ação constante e reviravoltas surpreendentes. A conclusão do livro é notavelmente diferente dos outros volumes da série, apresentando um desfecho mais tranquilo e até mesmo pacífico. Os protagonistas retornam ao mundo real sem o mesmo tipo de agitação e emoção que caracterizam as outras obras de Nárnia. A sensação de “E viveram felizes para sempre” é evidente.

A Cadeira de Prata pode não ser o meu livro favorito de Nárnia devido à sua abordagem mais calma e à falta de ação e reviravoltas marcantes. No entanto, ele oferece uma perspectiva diferente e valiosa para a série, destacando a diversidade de histórias que o mundo de Nárnia tem a oferecer, incluindo o não envolvimento de guerras.

“Eu vim para levá-los” – Aslan

Avaliação
  • História
  • Leitura
  • Tipografia
  • Ilustração
  • Diagramação
3.8

Conclusão

A Cadeira de Prata pode não ser o meu livro favorito de Nárnia devido à sua abordagem mais calma e à falta de ação e reviravoltas marcantes. No entanto, ele oferece uma perspectiva diferente e valiosa para a série, destacando a diversidade de histórias que o mundo de Nárnia tem a oferecer, incluindo o não envolvimento de guerras.

Avaliação
  • História
  • Leitura
  • Tipografia
  • Ilustração
  • Diagramação
3.8

Conclusão

A Cadeira de Prata pode não ser o meu livro favorito de Nárnia devido à sua abordagem mais calma e à falta de ação e reviravoltas marcantes. No entanto, ele oferece uma perspectiva diferente e valiosa para a série, destacando a diversidade de histórias que o mundo de Nárnia tem a oferecer, incluindo o não envolvimento de guerras.

Gostou da resenha? Deixe o seu comentário e me siga nas redes sociais!

Escrito por

Olá, eu sou o Matheus. Atualmente estou graduando em Publicidade e Propaganda, atuando como CEO e Diretor de Criação na Araujo Media, Gerente Comercial da TFX LATAM e sou o Idealizador do portal Brazilian History.

Comentários
Espaço Publicitário
Espaço Publicitário

Você também pode gostar desses artigos

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban – Muitas respostas, mas não o suficiente ResenhaHarry Potter e o Prisioneiro de Azkaban – Muitas respostas, mas não o suficiente Resenha

Livros

Confira a minha resenha de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban.

Harry Potter e a Câmara Secreta - Um livro com diversas reviravoltas ResenhaHarry Potter e a Câmara Secreta - Um livro com diversas reviravoltas Resenha

Livros

Harry Potter e a Câmara Secreta é o segundo livro da famosa série escrita pela autora britânica J.K. Rowling.

As Crônicas de Nárnia A Última Batalha – Um final majestoso ResenhaAs Crônicas de Nárnia A Última Batalha – Um final majestoso Resenha

Livros

O autor consegue pegar o tema de apocalipse bíblico e incorporar no mundo narniano de forma majestosa.

As Crônicas de Nárnia A Viagem do Peregrino da Alvorada – Uma história de transformação ResenhaAs Crônicas de Nárnia A Viagem do Peregrino da Alvorada – Uma história de transformação Resenha

Livros

A Viagem do Peregrino da Alvorada é uma obra que cativa os leitores com sua narrativa envolvente, personagens bem construídos e um mundo mágico...